- Thiago Duarte

Shadowban no Instagram: Entenda o que é e como evitar

Não seguir as diretrizes do Instagram pode acarretar problemas sérios para a sua conta, como diminuição do alcance e baixa entrega das suas postagens e anúncios. Uma dessas penalidades é conhecida como Shadowban!

Mas o que é Shadowban no Instagram? Ele é uma espécie de “castigo” do algoritmo do Instagram, caso sua publicação ou perfil use alguma hashtag banida. Essas hashtags são aquelas que vem recebendo denúncias e acabam sendo banidas pelo próprio Instagram, entrando na lista de proibições.

Com ele a sua conta não é excluída, porém sua publicação entra em uma espécie de limbo, onde você não consegue localizar sua postagem no explorar ou mesmo ao clicar na hashtag. Sem contar o alcance da sua postagem que diminui, o que deixa o valor para veicular o anúncio dela muito maior.

Como evitar o shadowban?!

A melhor forma de evitar é seguir todas políticas e termos determinados pelo Instagram, outras formas são:

  • Não fazer uso de serviços pagos ou automatizados para o crescimento da conta;
  • Antes de incluir novas hashtags, confirme se elas não estão sob denúncia na rede social. Para isso, basta procurar por uma hashtag no Instagram e em seguida, rolar até o fim da página. Se nenhuma mensagem de aviso for exibida, a tag está de acordo com a política de uso.

Caí na lista do Shadowban, e agora?!

Uma vez que a sua conta esteja na lista de proibições do shadowban, remova todas as hashtags usadas nas últimas postagens por meio da ferramenta de edição de legenda. Geralmente, você sai da lista entre 24 horas e algumas semanas, a partir do momento em que sua conta passa a seguir todas as políticas corretamente.

Leia também: 3 dicas para aproveitar o uso de hashtags

 

- Fabíola Oliveira

Pesquisas por voz: a aposta da vez

Cada ano que se inicia traz com ele tendências e apostas para a área do marketing digital, que segue em constante evolução. E sabe qual a grande aposta dos profissionais da área para 2020? O aumento significativo das pesquisas por voz nas buscas no Google, ou em aplicativos/assistentes como Siri, Cortana Alexa, Google Assistente e Google Home.

De acordo com uma pesquisa realizada pela ComScore, em 2020 50% das buscas serão feitas por voz, o que significa um impacto imenso nas estratégias de otimização para ferramentas de busca.

A estrutura semântica desse tipo de pesquisa é diferente da estrutura que conhecemos para as buscas digitadas, por isso, a necessidade de atualização para não perder tráfego qualificado.

A otimização para VSEO (voice search engine optimization) leva em conta a forma como as pessoas falam, e não como elas digitam ou escrevem. Outra diferença é o tamanho das respostas, que tendem a ser mais curtas.

Essas são algumas das premissas para começar a otimização do seu site para a nova era das buscas, uma era de soluções rápidas e úteis para consumidores cada vez mais ocupados e exigentes.

Leia também: A importância da Prova Social no Marketing Digital

 

 

 

- Fabrine Jeremias

A importância da Prova Social no Marketing Digital

Quantas vezes você confiou em um amigo pra comprar em uma loja ou escolher um determinado produto? Por isso, investir em influenciador digital é importante. Pois, uma coisa é uma marca falando da própria marca e, outra coisa é uma pessoa falando de uma marca: é a prova social.

Nesse ano de 2020 é momento de as marcas pararem de pensar apenas no seu protagonismo e entrar nas comunidades de interesse, através de pessoas que tenham ligação com o seu universo. É tempo de criar valor e propósito!

Uma das tendências lançadas pelo site Youpix é que os influenciadores vão se tornar Market Place, ou seja, o caminho da compra será encurtado, as pessoas podem comprar seus produtos diretamente desses influenciadores, através de links, cupons, etc.

Artista, celebridade, blogueira, especialista de uma área ou um microinfluenciador. [Leia sobre microinfluenciador nesse link aqui]. Você precisa se conectar com alguém que tenha os mesmos propósitos da sua marca e construir uma história pra comunidade de vocês.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia 03 dicas sobre o poder dos influenciadores digitais.

 

 

 

 

 

 

 

- Carla Giassi, Fabíola Oliveira, Thiago Duarte, Amanda Emerim

8 insights valiosos para você que não foi no RD Summit 2019

Imagem: crédito RD Summit.

  1. Novidades Linkedin:  O Brasil ocupa o 4º lugar no ranking mundial de usuários do Linkedin, por isso a importância de posicionar a marca na plataforma. Conteúdos com foco em pessoas têm uma performance melhor, e em breve as funções live e eventos prometem movimentar ainda mais o Linkedin.

 

  1. Marketing Analítico: Destaque para o conceito infoxication que é a capacidade limitada de consumo de informações, traz a necessidade de que, cada vez mais, as marcas precisam oferecer recompensas em troca dos dados do consumidor. 

 

  1. Fotos reais: Os bancos de imagens estão ficando para trás, as pessoas querem conhecer a empresa, as pessoas. Faça fotos e se aproxime de verdade do seu público.

 

  1. Diferença entre feed X stories: Tem dúvida sobre o que postar no feed e o que postar nos stories do Instagram? O feed é indicado para conteúdo planejado e para trabalhar branding, como se fosse a vitrine do negócio. Já os stories são ideais para trabalhar conteúdo flexível, gerar conversas, interações e usar um tom mais comercial.

 

  1. Quer mais uma dica valiosa de Instagram? Enquetes aumentam em até 30% a audiência dos stories. E o IGTV tem uma entrega orgânica 20% a 30% maior que o feed do Instagram.

 

  1. Branding: Marcas são como pessoas, tem personalidade, talentos, valores, propósito e objetivos.

 

  1. Saia da bolha: Pra ser diferente é preciso consumir repertório diferente, olhar o mundo através do olhar do outro, sair das nossas bolhas, consumir arte pra ter repertório criativo.

 

  1. Você faz conteúdo valioso? Segundo Peçanha da Rock Content “conteúdo valioso é o que resolve o problema de um público específico, no momento que ele precisa”, unindo utilidade e contexto.

Quer mais dicas? Acesse nosso Youtube, clique aqui. 

- Thiago Duarte

3 dicas para aproveitar o uso de hashtags

Você presta atenção nas hashtags que você usa?! O uso das hashtags começou com o Twitter e logo foi tomando conta de outras redes sociais. Elas são agregadores de conteúdos e quando usadas da maneira correta, atraem um público maior. Separamos três dicas para você colocar em prática.

  1. Não use hashtags longas e confusas

Esse detalhe pode prejudicar a sua estratégia de Marketing Digital! Preste atenção nas suas hashtags. O ideal é usar palavras simples, objetivas, precisas e de fácil compreensão, despertando o interesse do seu cliente. Hashatgs longas geram confusão no seu público.

  1. Busque saber mais sobre a hashtag que vai usar

As hashtags são palavras criadas para situações específicas, pode ser: um evento social, um evento cultural, etc. Mas também podem ser criadas para representar um estilo de vida, a paixão por algo, para posicionamento de uma marca, e assim vai. Fique de olho para o que elas significam porque podem trazer uma imagem negativa para a sua empresa. Conhecer a origem e o conteúdo que está vinculada a hashtag é essencial para a sua estratégia dar certo. Afinal, o post e a hashtag precisam, ambos, estar em sintonia.

  1. Menos é mais

Pode parecer que adicionar diversas hashtags vai trazer resultados para o seu post, mas pode ser o contrário! Inclusive, você já deve ter ouvido essa dica, de usar o máximo de hashtags que puder ou de colocar hashtags famosas, mas a verdade é que as diretrizes do Instagram, por exemplo, são bem claras, você pode ser penalizado. A indicação é usar até 5 hashtags por post.

Por isso, nada de exageros, foque sempre no que é essencial.

Leia também: Investir ou não em marketing digital?

 

- Fabrine Jeremias

Investir ou não em e-mail marketing?!

O e-mail marketing muitas vezes parece antiquado quando pensamos em estratégias de redes sociais e até de WhatsApp, mas a verdade é que, além de não estar morto, ele vive muito bem e pode gerar ótimos resultados que estreitam relacionamentos com o seu cliente.

O que precisamos entender é que cada ferramenta, cada canal de comunicação tem um objetivo diferente, e nenhum deles deve ser descartado pela sua empresa sem antes testar algumas estratégias. Novas mídias surgem a todo momento, e o e-mail continua sendo uma das principais formas de cadastro, é como se fosse o CPF da pessoa na internet. Então por que deixar de lado?!

O e-mail é uma mídia pra quem já conhece você, ou seja, uma pessoa que já deixou seu contato porque tem interesse ou já comprou seu produto ou serviço. Tem algo mais valioso que um “contato quente”? Se você tem um recado para comunicar, seja ele de relacionamento ou vendas, vai disparar exatamente pra quem já conhece você. E mesmo que a taxa de abertura seja menor do que o alcance de outra mídia, essa taxa é mais “certeira”, abre possibilidades de novas vendas ou de fidelizar seus clientes.

Outro ponto forte do e-mail marketing é que é um espaço para você mostrar consistência. Posicionar sua marca, sua identidade e propósito. Um lugar onde você pode explorar o universo da sua empresa e ser lembrado como referência.

Algumas dicas pra explorar no e-mail marketing:

- Tirar dúvidas dos seus consumidores

- Chamar para ler a última novidade do Blog

- Divulgar cupom de desconto

Gostou das dicas?! Confira também: Seja referência com conteúdos exclusivos.

 

 

 

 

 

 

Aguarde...