Categoria: Redes Sociais

- Fabrine Jeremias

A importância de segmentar seu conteúdo

Você cria conteúdo para as redes socais, posta, anuncia e não sente resultado em todo o processo?! Isso pode acontecer por dois fatores, o primeiro é que você pode não estar mensurando o que é relevante pra entender o resultado ou, está tentando conversar com “todo mundo” sem segmentar. E, é sobre esse segundo ponto que vamos conversar agora.

Quando falamos em segmentar, é que você precisa conversar com quem realmente é seu cliente, fazer conteúdos voltados para o comportamento dele. Por exemplo, durante esses dias, devido a pandemia, ele tem tido comportamento diferente? O que mudou na vida dele? Seu produto ou serviço pode oferecer algum conteúdo para ajudar nesse processo?

Segmentar é compreender que cada pessoa tem seus hábitos, histórias e sonhos. A partir disso, seus conteúdos farão sentido e, as chances de converter em vendas ficam maiores. Isso vai desde a imagem que você escolhe para o público se identificar, até o tipo de texto e linguagem que você vai escrever.

Além de segmentar seu tipo de conteúdo, na hora de criar os anúncios, você precisa ser o mais específico possível. Por exemplo, no Instagram e Facebook, escolha os cargos que a pessoa pode ter, idade, gênero, regiões, mas principalmente o direcionamento detalhado: são pais de crianças pequenas? São pessoas que viajam frequentemente? Mulheres que buscam atividade física? Pessoas que ficaram noivas nos últimos 6 meses? Tudo isso é possível detalhar ao anunciar e, assim ser muito mais assertivo. Lembrando que cada publicação pode ter um direcionamento diferente, fique atento e sempre que puder edite seus públicos para estar atualizado.

Confira também: https://www.inspiraon.com.br/blog/77/como-e-seu-processo-criativo

- Júlia Hahn

Anúncios de remarketing, entenda a importância

Você já deve ter percebido ao longo dos últimos anos anúncios pipocando em seu computador e celular sobre produtos de sites que você recém visitou, são chamados por “anúncios de remarketing”.

A importância de promover anúncios de forma segmentada é cada vez mais essencial para a otimização da verba investida pela marca, assim como conhecer bem o público, ou seja, criar uma persona condizente para os conteúdos gerados para facilitar a criação de anúncios segmentados.

Com o marketing digital é possível delimitar de forma mais clara e assertiva a etapa da jornada de compra dos usuários, filtrando-os com o auxílio de dados e ações específicas de remarketing. Uma das funções do pixel do Facebook, este instalado no código do site, é coletar dados sobre conversões e tráfego dos usuários. Isto permite criar públicos mais específicos e personalizados, conforme a ação de cada pessoa.

Anúncios de remarketing podem servir para lembrar o consumidor de finalizar uma compra ou também apenas relembrar que ele já desejou determinada marca ou produto, alimentando o desejo do consumidor. Caso o usuário acesse apenas a página principal da marca e não visualize nenhum produto, pode ser criado um anúncio abrangente, focando em pessoas que passaram pela página inicial em determinado período. 

Na situação em que usuários acessam a página de um tênis esportivo feminino, o pixel terá coletado dados de todas as pessoas que passaram por este produto, provavelmente sendo em sua maioria mulheres com alguma afinidade esportiva, mas o anúncio de remarketing também não dispensará outras pessoas que estiveram na página com outros perfis.

Um anúncio de remarketing, focado na venda do produto, é criado apenas com a audiência que já esteve na página visualizando o modelo “x” de tênis, pois irá conversar diretamente com pessoas que possuem ou já possuíram interesse na compra, mas não finalizaram ainda. Podendo ser a pessoa que irá fazer uso do produto ou a que presenteará. Algumas marcas após determinado período de visualização do produto criam anúncios com descontos, que aparecem apenas para os usuários que navegaram na página de interesse, sendo este mais um argumento de venda para o usuário finalizar a compra. Os anúncios de topo de funil, com objetivos de alcance ou reconhecimento de marca são tão importantes quanto os de remarketing, um não exclui o papel do outro, sendo este parte importante do processo de venda. 

Confira também: Como é seu processo criativo?

- Elariana Fernandes

Sua empresa está presente – de verdade – nas redes socais?

A gente sabe que a tendência do marketing digital pegou mesmo e que quem não entrou nessa onda pode estar perdendo grandes oportunidades de alavancar sua carreira ou o seu negócio, não é?

Há quem diga que as empresas que optam por não levar seus produtos e serviços para os canais digitais estão caindo no esquecimento, como até diz aquele ditado: “quem não é visto, não é lembrado”.

Entretanto, não basta tão somente estar no meio digital. Esse canal, mais do que outros, exige estratégias bem elaboradas para poder oferecer resultados. E aí vale analisar pontos como, conteúdo, engajamento, interações, se você está anunciando ou não, se anuncia da forma correta e se está oferecendo aquilo que o seu público quer de fato quer receber.

Quando a conta está oferecendo, do jeito certo, aquilo que as pessoas desejam receber, a chance de sucesso é grande. Mas, é aí que chegamos onde queríamos: você está de verdade nas redes sociais?

Muitas empresas hoje se dispõem a criar canais e anunciar seus produtos nas mais variadas mídias, se colocando a disposição do cliente com informações e serviços e quando, finalmente, o cliente entra em contato por algum dos canais  em que a empresa se coloca disponível, não obtém respostas.

Por exemplo, você faz um post de um determinado produto, dá informações básicas sobre ele e o anuncia, porém quando o cliente chama por meio de inbox, comentários, chats e outros, acaba deixando o cliente em potencial sem resposta. As chances de as pessoas que não recebem resposta migrarem para outras marcas é grande. Afinal, ela está ali buscando por soluções rápidas.

Por isso, em se tratando de mídias digitais, é indispensável que a sua empresa tenha consciência da importância de disponibilizar um atendimento rápido e objetivo também voltado para os canais de conversa direta com o cliente. Monitorar as redes avaliando e respondendo comentários, menções, directs, inbox, recomendações, etc.

O cliente quer atenção, por isso, mostre a ele que você também se interessa e que ele é importante. Faça com que ele se sinta próximo da sua marca. Ah, isso vale inclusive para os comentários negativos, tá? Uma experiência negativa com o seu serviço ou produto pode ser resolvida de forma muito mais fácil se você der atenção ao problema do seu cliente quando ele precisa.

Gostou das dicas? Leia também: Você tem acesso ao relatório de métricas?

- Fabíola Oliveira

Pesquisas por voz: a aposta da vez

Cada ano que se inicia traz com ele tendências e apostas para a área do marketing digital, que segue em constante evolução. E sabe qual a grande aposta dos profissionais da área para 2020? O aumento significativo das pesquisas por voz nas buscas no Google, ou em aplicativos/assistentes como Siri, Cortana Alexa, Google Assistente e Google Home.

De acordo com uma pesquisa realizada pela ComScore, em 2020 50% das buscas serão feitas por voz, o que significa um impacto imenso nas estratégias de otimização para ferramentas de busca.

A estrutura semântica desse tipo de pesquisa é diferente da estrutura que conhecemos para as buscas digitadas, por isso, a necessidade de atualização para não perder tráfego qualificado.

A otimização para VSEO (voice search engine optimization) leva em conta a forma como as pessoas falam, e não como elas digitam ou escrevem. Outra diferença é o tamanho das respostas, que tendem a ser mais curtas.

Essas são algumas das premissas para começar a otimização do seu site para a nova era das buscas, uma era de soluções rápidas e úteis para consumidores cada vez mais ocupados e exigentes.

Leia também: A importância da Prova Social no Marketing Digital

 

 

 

- Fabrine Jeremias

A importância da Prova Social no Marketing Digital

Quantas vezes você confiou em um amigo pra comprar em uma loja ou escolher um determinado produto? Por isso, investir em influenciador digital é importante. Pois, uma coisa é uma marca falando da própria marca e, outra coisa é uma pessoa falando de uma marca: é a prova social.

Nesse ano de 2020 é momento de as marcas pararem de pensar apenas no seu protagonismo e entrar nas comunidades de interesse, através de pessoas que tenham ligação com o seu universo. É tempo de criar valor e propósito!

Uma das tendências lançadas pelo site Youpix é que os influenciadores vão se tornar Market Place, ou seja, o caminho da compra será encurtado, as pessoas podem comprar seus produtos diretamente desses influenciadores, através de links, cupons, etc.

Artista, celebridade, blogueira, especialista de uma área ou um microinfluenciador. [Leia sobre microinfluenciador nesse link aqui]. Você precisa se conectar com alguém que tenha os mesmos propósitos da sua marca e construir uma história pra comunidade de vocês.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia 03 dicas sobre o poder dos influenciadores digitais.

 

 

 

 

 

 

 

- Fabrine Jeremias

Investir ou não em e-mail marketing?!

O e-mail marketing muitas vezes parece antiquado quando pensamos em estratégias de redes sociais e até de WhatsApp, mas a verdade é que, além de não estar morto, ele vive muito bem e pode gerar ótimos resultados que estreitam relacionamentos com o seu cliente.

O que precisamos entender é que cada ferramenta, cada canal de comunicação tem um objetivo diferente, e nenhum deles deve ser descartado pela sua empresa sem antes testar algumas estratégias. Novas mídias surgem a todo momento, e o e-mail continua sendo uma das principais formas de cadastro, é como se fosse o CPF da pessoa na internet. Então por que deixar de lado?!

O e-mail é uma mídia pra quem já conhece você, ou seja, uma pessoa que já deixou seu contato porque tem interesse ou já comprou seu produto ou serviço. Tem algo mais valioso que um “contato quente”? Se você tem um recado para comunicar, seja ele de relacionamento ou vendas, vai disparar exatamente pra quem já conhece você. E mesmo que a taxa de abertura seja menor do que o alcance de outra mídia, essa taxa é mais “certeira”, abre possibilidades de novas vendas ou de fidelizar seus clientes.

Outro ponto forte do e-mail marketing é que é um espaço para você mostrar consistência. Posicionar sua marca, sua identidade e propósito. Um lugar onde você pode explorar o universo da sua empresa e ser lembrado como referência.

Algumas dicas pra explorar no e-mail marketing:

- Tirar dúvidas dos seus consumidores

- Chamar para ler a última novidade do Blog

- Divulgar cupom de desconto

Gostou das dicas?! Confira também: Seja referência com conteúdos exclusivos.

 

 

 

 

 

 

Aguarde...